Recently Added Videos

Alta tensione ed inspiegabili emozioni hanno caratterizzato la 15^ Giornata di Campionato di Serie D – Girone H disputata allo stadio comunale “Stefano Vicino”: protagoniste in campo la padrona di casa FBC Gravina e la ormai ex capolista Trastevere che subisce una sconfitta in trasferta per 1-0, scivolando così in seconda posizione e vedendo salire in prima la pugliese Bisceglie, vittoriosa quest’oggi contro il Città di Ciampino per 2-1.

Dopo un minuto di silenzio e rispetto rivolto alla memoria del ciclista Michele Scarponi, deceduto sabato 22 aprile all’età di soli 37 anni investito in sella alla sua bicicletta a Filottrano, ha avuto inizio l’atteso big match; immancabile il supporto dei tifosi gialloblù nei 90 minuti di gioco. A distanza di soli 5 minuti dal fischio d’inizio, il Gravina, sugli sviluppi di un calcio d’angolo, trova il vantaggio con l’attaccante Picci, che si rivela il più lesto ad insaccare la palla in rete a porta sguarnita. All’11’, arriva la prima reazione del Trastevere con Pagliarini, che da posizione defilata, manda il pallone a lato. La squadra ospite beneficia poi al 24′ di una punizione battuta dal lato destro dell’area di rigore da Panico, il cui tiro è telefonato. Al 30′, guadagna un corner il Trastevere, ma la difesa gravinese allontana con successo la minaccia, dando prova di essere la miglior difesa del Girone H. L’ultima azione del primo tempo porta la firma di D’Anna che, dopo un azione solitaria, calcia abbondantemente alto sulla traversa.

Nei primi 20 minuti del secondo tempo, la partita si sviluppa a centrocampo con nessuna azione di rilievo da ambo le parti. Al 22′, ci prova il neoentrato Nghom dal limite dell’area, ma il suo tiro finisce alto. E’ nuovamente l’attaccante Pagliarini a rendersi pericoloso al 24′ con un bel tiro che non riesce però a sorprendere l’estremo difensore gialloblù Vassallo, il quale para e manda la palla in calcio d’angolo, successivamente sventato dalla difesa casalinga. Contropiede spettacolare del Gravina nei minuti di recupero con D’Anna, che a tu per tu con il portiere avversario Radaelli, si lascia ipnotizzare e il pallone termina in calcio d’angolo. L’ultima occasione da goal per la FBC Gravina, capita sui piedi di Presicce, il cui tiro termina però tra le braccia del portiere romano. La compagine di Mister Deleonardis chiude così la pratica “Trastevere” con il risultato finale di 1-0.

Da segnalare le ammonizioni di Liberio, Picci e Lanzolla per la FBC Gravina; ammonito invece Vendetti per il Trastevere.

Prossima partita in terra lucana per il Gravina: domenica 30 aprile si gioca in casa del Potenza.

Article source: https://www.gravinalife.it/sport/riscatto-dei-falchi-in-casa-contro-il-trastevere-1-0/

Azzurri di Gloria è di proprietà di Luca Lovelli
CF: LVLLCU87T16F965K
email [email protected]

Article source: https://www.azzurridigloria.com/news-tiro-a-segno/

LISBON, April 17 (Xinhua) — Portugal’s Director General for Health Francisco George on Monday called on parents to vaccinate their children “without hesitation,” after the country registered around 23 cases of measles since the beginning of this year.

According to the director general for health, 11 cases of measles were confirmed by Institute Ricardo Jorge and the remaining 12 were being investigated.

George told local broadcaster Antena 1 that there were serious cases of measles due to an epidemic.

Measles is a highly contagious viral disease, which affects mostly children, according to the World Health Organization, and it can cause serious complications.

Article source: http://news.xinhuanet.com/english/2017-04/18/c_136216309.htm

Azzurri di Gloria è di proprietà di Luca Lovelli
CF: LVLLCU87T16F965K
email [email protected]

Article source: https://www.azzurridigloria.com/news-tiro-a-segno/

  • Chechyna has opened the first concentration camp for homosexuals since Hitler
  • Prisoners reportedly tortured with electric shocks and some beaten to death 
  • One of those who fled said prisoners were beaten to force them to reveal other members of the gay community 
  • Comes after 100 gay men were detained and three killed in Chechyna last week 

Thomas Burrows for MailOnline

718

View
comments

Chechyna has opened the first concentration camp for homosexuals since Hitler, where campaigners say gay men are being tortured with electric shocks and beaten to death.  

It comes after it was claimed 100 gay men had been detained and three killed in Chechnya last week.

A report by Novoya Gazeta said authorities had set up several camps where homosexuals are killed or forced to promise to leave the republic.

One of the camps is reportedly at the former military headquarters in the town of Argun. 

President Razman Kadyrov (right), who is a key ally of Vladimir Putin , allegedly ordered the clampdown 

Svetlana Zakharova, from the Russian LGBT Network, told MailOnline: ‘Gay people have been detained and rounded up and we are working to evacuate people from the camps and some have now left the region. 

‘Those who have escaped said they are detained in the same room and people are kept altogether, around 30 or 40. They are tortured with electric currents and heavily beaten, sometimes to death.’ 

One of those who escaped told Novoya Gazeta that prisoners were beaten to force them to reveal other members of the gay community.

Another prisoner who fled said that before being incarcerated in one of the camps, he had been forced to pay bribes to Chechen police of thousands of rubles every month in order to survive. 

Now the regime had taken another step against gays by creating these camps, the survivor said.  

Alexander Artemyev, from Amnesty International in Russia, told MailOnline: ‘We can only call on the Russian authorities to investigate the allegations. Homosexuals in Chechyna are treated very harshly and prosecuted daily and they are afraid to talk about it. 

‘They either have to hide or leave the republic. We are keeping in touch with the LGBT network that helps people in Russia to find shelter. The problem is people there cannot talk about it as it puts their lives and those they speak to, in danger. This is the main issue we are facing in Russia and the main challenge.’ 

Ekaterina Sokirianskaia, Russia project director for the International Crisis Group, told MailOnline: ‘The story is very much developing…victims are escaping.’ 

Last week Chechen police are believed to have rounded up more than 100 men (file photo)  

Tanya Lokshina, from Human Rights Watch in Moscow, said: ‘For several weeks now, a brutal campaign against LGBT people has been sweeping through Chechnya.

‘These days, very few people in Chechnya dare speak to human rights monitors or journalists even anonymously because the climate of fear is overwhelming and people have been largely intimidated into silence. 

‘Filing an official complaint against local security officials is extremely dangerous, as retaliation by local authorities is practically inevitable.

‘It is difficult to overstate just how vulnerable LGBT people are in Chechnya, where homophobia is intense and rampant. LGBT people are in danger not only of persecution by the authorities but also of falling victim to “honour killings” by their own relatives for tarnishing family honour.’

Last week Novoya Gazeta said Chechen police had rounded up more than 100 men suspected of being gay and killed three. 

It claimed that among those detained were well-known local television personalities and religious figures. 

President Razman Kadyrov, who is a key ally of Vladimir Putin, allegedly ordered the clampdown, although officially his regime denied the arrests claiming ‘it is impossible to persecute those who are not in the republic’. 

Kadyrov, pictured, has been accused of earlier human rights violations 

Kadyrov, who introduced Islamic rule in the Muslim-majority region, has been accused of earlier human rights violations.

He described the allegations as ‘absolute lies and disinformation’.   

Kadyrov’s spokesman Alvi Karimov told the Interfax News Agency: ‘You cannot arrest or repress people who just don’t exist in the republic. 

‘If such people existed in Chechnya, law enforcement would not have to worry about them, as their own relatives would have sent them to where they could never return.’ 

Chechen society is strictly conservative, meaning that unlike other cases where relatives or rights activists may put pressure on authorities when a homosexual relative disappears, those suspected are likely to be disowned by their own families.  

According to the New York Times, gay men on the region have been deleting their social media profiles after it was reported authorities tried to lure gay men into dates and arrested them. 

The reports from Russia claim those arrested range from just 15 to 50.  

Kadyrov is a strong supporter of Russian president Vladimir Putin, pictured in St Petersburg

Comments 715

Share what you think

The comments below have been moderated in advance.

The views expressed in the contents above are those of our users and do not necessarily reflect the views of MailOnline.

We are no longer accepting comments on this article.

Article source: http://www.dailymail.co.uk/news/article-4397118/Chechnya-opens-concentration-camp-homosexuals.html

Il prossimo fine settimana (sabato 20 e domenica 21 maggio 2017) il Poligono di Valle Duppo a Lodrino (in provincia di Brescia) ospiterà la Alpen Cup, una gara di tiro di caccia a tre posizioni di sicura attrattiva. La sede è vicinissima alla sede della Beretta, Gardone Val Trompia, e l’organizzazione è stata curata dal campione italiano di tiro combinato e tiratore ufficiale Blaser Flavio Formis.

Inoltre, la partecipazione di Blaser e Swaroski assicura ulteriore prestigio. Non si tratta di una semplice gara, ma anche di un appuntamento che coinvolgerà amici e appassionati: l’obiettivo è quello di riprodurre in maniera fedele le occasioni tipiche di tiro per quel che riguarda la caccia di selezione agli ungulati. Tra l’altro, l’intero ricavato verrà devoluto in beneficenza a Simone, un bambino affetto dalla Sindrome di Angelman. Non mancheranno i premi, offerti dagli sponsor ed estratti a sorte tra i tiratori.

La Alpen Cup sarà inoltre patrocinata dall’ANUUMigratoristi della Lombardia e di quella di Concesio. I cacciatori dell’associazione che si rivolgono alla canna rigata avranno la prima occasione per conoscersi e far apprezzare ulteriormente questa forma di caccia, sostanzialmente nuova ma molto interessante. L’ANUU ha concluso il proprio comunicato augurandosi che il capannista possa sbaragliare i misuratori delle cime innevate.

Article source: http://www.cacciapassione.com/tiro-di-caccia-a-tre-posizioni-a-lodrino-bs-la-alpen-cup-blaser/

Eurovision winner Salvador Sobral was greeted as a national hero upon his return home to Portugal on Sunday, a day after winning the song contest in Ukraine’s capital.

The 27-year-old Sobral was a virtual unknown before his triumph in Kiev, but around 2,000 jubilant fans cheered his arrival at Lisbon’s airport.

“Without wanting to sound presumptuous, this win is very important for Portuguese culture,” Sobral said. “But I’m not a hero. That’s (local soccer star) Cristiano Ronaldo.”

A visibly tired Sobral added: “I’m exhausted and just want to rest. I know this won’t last. I want to be known as a musician. Not as the Eurovision winner.”

His gentle romantic ballad Amar Pelos Dois (Love For Both) conquered all in Saturday night’s extravaganza, which was watched by millions of spectators around the world.

“I’m happy my romantic song won, and I hope the gala stops being a popularity contest,” Sobral said at a news conference, while thanking Brazilian musician Caetano Veloso for his support.

Sobral smiles as he speaks during a press conference following his win. (Sergei Chuzavkov/The Associated Press)

The weekend was a busy one in Portugal, with Pope Francis’ visit to Fatima and Lisbon soccer team Benfica winning its fourth straight Portuguese league title, also on Saturday.

But Sobral was the man of the hour on Sunday, after the Lisbon native with a heart condition put an end to the southern European country’s long misery in the famed Eurovision contest, which he took in a landslide.

Sobral won easily, giving Portugal its first Eurovision win since it started competing in the international competition in 1964, and prompting congratulatory messages from the country’s highest authorities.

Sobral embraces his sister Luisa following an historic win. It’s the first time Portugal has won the contest. (Efrem Lukatsky/The Associated Press)

“When we are very good, we’re the best of the best. Congratulations Salvador Sobral,” President Marcelo Rebelo de Sousa wrote in a message Saturday night.

Prime Minister Antonio Costa followed the lead with a tweet of his own.

“A page of history has been written in Portuguese this evening at Eurovision. Bravo Salvador! Bravo Portugal,” Costa posted in Portuguese.

The previous best Portuguese Eurovision ranking was 6th place, back in 1996.

Unlike the 25 other competitors who performed on a wide stage backed by flashing lights, bursts of flames and other special effects, Sobral sang from a small elevated circle in the middle of the crowd, an intimate contrast to others’ bombast.

“Music is not fireworks, music is feeling,” he said while accepting the award.

The Portuguese singer performs the song Amar pelos dois with his sister Luisa after winning the Eurovision final Saturday. (Efrem Lukatsky/The Associated Press)

The feeling was never more mutual than Sunday afternoon, when Sobral was embraced by his countrymen and women upon arrival, as hundreds physically swarmed him at the airport concourse, chanting his name while being escorted by police.

Among them was Claudia Zellen, a 39-year-old social worker who, like many others across the country, praised the winning song, which Sobral performed in Portuguese next to his sister, Luisa, who wrote the tune and sat beside him at the welcoming news conference.

“It is a very emotional and different song, that sends a message of love and peace,” Zellen pointed out. “I think that Salvador is unique and that he is able to transmit beautiful things to all of us, even those that do not understand our language.”

Sobral, centre left, reacts to cheering fans at Lisbon airport. (Armando Franca/The Associated Press)

Neighbouring Spain, meanwhile, finished last after a poor performance by its representative, Manel Navarro.

With Portugal rallying around its new national musical hero, even recently-crowned soccer champion Benfica took the time to congratulate Sobral.

“We aren’t the only winners this evening…! Well done Salvador Sobral!” the team posted on its official Twitter account.

But one of the most surprising tweets came further north, from British novelist J.K. Rowling, author of the popular Harry Potter book series.

“Yay Portugal!” Rowling wrote.

Sobral captured 758 points in the contest, 143 more than second-placed Kristian Kostov, from Bulgaria. His win ensured Portugal would host next year’s Eurovision contest.

“I hope to keep making music that means something and remain happy, playing it. Emotion always prevails,” Sobral said. “The song was meant to be sung in Portuguese, but we need to feel whatever we are singing, no matter the language.”

Article source: http://www.cbc.ca/news/entertainment/portugal-eurovision-winner-returns-home-1.4114764

Ninja Warrior é a primeira espada de Nuno Santos em Espanha. Com estreia prevista para junho, na Antena 3, o programa marca a entrada da Story Lab, do grupo de comunicação Dentsu Aegis (desde setembro sob a liderança do antigo diretor de programas da SIC e da RTP), no mercado espanhol . E para quando numa televisão nacional? Nuno Santos não arrisca. “Seria precipitado da minha parte dizer que vai acontecer alguma coisa [ainda neste ano], mas vamos trabalhar para que aconteça”, diz o responsável ibérico e para a África Subsariana.

Os contactos já começaram. Nesta semana os diretores de programa da TVI e da SIC rumaram a Madrid. “Achei importante explicar o que era a Story Lab, em que ponto estamos e o que queremos fazer a seguir. E também que eles percebessem como podemos ser parceiros, num mercado peculiar [pelo peso da ficção na grelhas das televisões] como o português”, diz Nuno Santos. O encontro em Madrid “não foi para discutir negócio, foi produtivo, abriu portas para o futuro”, considera o responsável ibérico da Story Lab. A seu favor Nuno Santos diz ter “uma muito estreita relação com as marcas”, ou não fosse a Story Lab o braço de conteúdos e programming da Dentsu Aegies, grupo de comunicação com agências de publicidade e agências de meios, que decidem os investimentos publicitários das marcas. Em França e no Japão, por exemplo, o Ninja Warrior conta com o patrocínio exclusivo e uma forte integração da marca Honda.

Há dois lados na história da Story Lab: “O lado Story do nosso negócio são todos os programas financiados pelos anunciantes e que nós produzimos. O Lab são os conteúdos de entretenimento premium em que os clientes são os produtores, os criadores dos programas” e onde a Story Lab pode investir, garantindo que o programa vai para o ar, descreve Michael Iskas, o presidente global da The Story Lab.

A empresa tem um orçamento “significativo” para investir na produção de programas de grande audiências. Começaram com reality shows, concursos de talentos e programas de jardinagem. Já têm sete formatos, a ambição é terem 20 ainda neste ano, e há dez novos formatos a ser negociados.
O próximo passo é investir em ficção. A razão é simples. “Reconhecemos o crescimento do conteúdo de ficção. Queremos investir em ficção, ajudar a fazer nascer boa ficção e também distribuir”, diz Michael Iskas. Seja ficção televisiva ou cinema. Para a Europa do Leste e Central têm um acordo de distribuição com a Freeman Entertainment para colocar no mercado filmes de ação, como Criminal, Mechanic Resurrection e os Expendables 4. “A nossa ambição é ter mais destes acordos pelo mundo, é o terceiro pilar da nossa estratégia”, admite o presidente da Story Lab – com cerca de 16 escritórios espalhados pelo mundo e 300 pessoas.

Com um mercado de 550 milhões de falantes da língua espanhola, “o meu foco é Espanha”, diz Nuno Santos. “Uma das coisas que não negligencio é usar Espanha como hub. Gravar aqui para Portugal. Quando estava na SIC já fiz isso e correu bem”, lembra. E cofinanciar uma produção de ficção com um canal privado português? “É prematuro, não estamos nessa fase, mas em tese faz sentido. Em Portugal há bons guiões e já há boas histórias com capacidade de viajar. Agora que vamos arrancar para a área de ficção, admito perfeitamente fazer isso”, diz.


Article source: https://www.dinheirovivo.pt/marketing-pub/story-lab-depois-dos-reality-shows-querem-apostar-na-ficcao/

EMPOLI (FI) – Truffato da una donna che per anni, fingendosi sua moglie, aveva attivato a sue spese un abbonamento a Sky Multivision. Protagonista della vicenda l’attaccante dell’Empoli Massimo Maccarone: secondo quanto riportato da La Nazione, il raggiro è durato ben cinque anni, fino a che il calciatore, insospettito dagli strani addebiti, ha segnalato la situazione al commissariato di Empoli. Sono così partite le indagini che hanno portato all’identificazione della responsabile, una donna residente a Pomigliano d’Arco, nei cui confronti pende adesso una denuncia. Maccarone sarà invece rimborsato dall”emittente satellitare di 10 euro al mese per tutta la durata del periodo in cui è stata messa in scena la truffa.

Article source: http://www.diariopartenopeo.it/notizie-italia/notizie-sportive-italiane/09/05/2017/empoli-massimo-maccarone-truffato-da-donna-napoletana/

La sezione provinciale di Terni dell’Arci Caccia ha organizzato la quarta edizione del Trofeo “Valserra Territorio e Tradizioni” di tiro al cinghiale corrente. La manifestazione si svolgerà il 7, 8, 9, 14, 15 e 16 luglio prossimo, per la precisione a Poggio Lavarino (per l’appunto in provincia di Terni). La gara si svolgerà sia nella forma individuale che in quella a squadre con fucile a canna liscia oppure a canna rigata e senza l’utilizzo dell’ottica.

I calibri ammessi saranno il 12, 16 e 20, senza dimenticare che le palle non dovranno pesare più di 32 grammi. I tiratori dovranno essere muniti di porto d’armi valido e di idonea assicurazione. Per quel che riguarda la classifica a squadre, parteciperanno tutti i cacciatori iscritti nelle squadre di cinghialai per quel che riguarda la stagione venatoria 2017-2018 in uno dei tre Ambiti Territoriali di Caccia dell’Umbria. La classifica individuale sarà invece composta da cacciatori non iscritti agli ATC appena ricordati.

Gli organizzatori hanno deciso di accettare munizioni commerciali e ricaricate, ma sempre sotto la responsabilità del tiratore: il tiro va effettuato sparando in piedi e senza appoggio, su una sagoma che raffigura il cinghiale in corsa e che è posizionata a circa 40 metri. I colpi ammessi sono quattro, due all’andata e due al ritorno: il tiratore dovrà caricare l’arma con non più di due colpi e poi chiudere la partenza dell’esercizio.

Article source: http://www.cacciapassione.com/tiro-al-cinghiale-corrente-a-terni-il-4-trofeo-valserra-territorio-e-tradizioni/

Located at the colonial-style Rocks Hotel at the end of Fisherman’s Wharf, Vic’s Restaurante Português takes a modern look at traditional Portuguese ingredients and dishes. Executive chef Martinho Moniz, who opened Hong Kong’s first traditional Portuguese restaurant, Casa Lisboa, and went on to be head chef at Guincho a Galera in Macau, keeps the flavours simple and clean.

The interior too is modern, with traditional elements such as the blue and white azulejo panels on the walls, and similar designs on the chair upholstery and curtains. Otherwise, the flooring and tables are wooden with black iron chandeliers hanging from the high ceiling. Bathed in natural light, the restaurant has a harbour view and a patio where diners can dine by the sea.

There is a bar for pre-dinner drinks and an open kitchen at the end of the dining room. The menu offers familiar Portuguese plates, but Moniz puts a modern twist on the presentation.

An Iberico platter with home-made bread and olive oil whetted our appetite, followed by charcoal-smoked sardines on corn bread and tomato concasse. The generous portion of sardines went perfectly with the corn bread and tomatoes.

While waiting for our mains of whole sea bass roasted in Figueira salt crust, which serves up to three, the chef suggested an off-menu platter. He brought small dishes including scrambled egg with farinheira, olives galegas, home-made pumpkin jam with extra virgin olive oil which complemented the bread, my favourite black sausages, a rich chicken liver pate with port wine and a mild goat cheese with honey and rosemary, caramelised on the top. The sea bass came with sides of boiled potatoes, broccoli and cabbage. Every dish we sampled was excellent. The sea bass was perfect and hardly needed the fresh lemon and herbs.

For dessert, we tried the hearty Portuguese rice pudding, half with chocolate dust over the top, Portuguese roasted pears in red Oporto wine, the must-try orange pudding with caramel sauce and chocolate salami with dried fruit and nuts.

The menu offers family-sized mains for sharing including traditional seafood and meat dishes from fish and seafood stew in traditional cataplana for up to three people to half lamb roasted in clay which serves up to eight people or tapas.Tracey Furniss

Article source: http://www.scmp.com/magazines/good-eating/article/2086322/vics-restaurante-portugues-receives-makeover-executive-chef

Ativistas ateus costumam ser verborrágicos ao comentarem sobre a fé, sem medir consequências. Mas para o ator inglês Stephen Fry, essa postura poderá render dor de cabeça.

Fry, 59 anos, é um comediante nascido em Hampstead, Londres, e conhecido por seu trabalho na televisão e também pelo ativismo em prol do ateísmo e do humanismo. Em uma entrevista concedida à emissora RTE, ele afirmou que Deus é “malicioso, estúpido e egoísta”.

Agora, pouco mais de dois anos após a entrevista, as autoridades da República da Irlanda – país que conquistou a independência do Reino Unido em 1949 e tem maioria católica – decidiram investigar Stephen Fry por blasfêmia, com base em uma lei aprovada em 2009.

Na entrevista, o apresentador Gay Byrne, do programa The Meaning of Life, da RTE, perguntou ao ator o que ele diria a Deus se após sua morte, se visse à porta do Céu e descobrisse que Deus existe.

Stephen Fry não economizou em impropérios, dizendo que diria a Deus “como se atreveu a criar um mundo onde existe tanta miséria”, e acrescentou: “A culpa não é nossa! Não está certo. É absolutamente, absolutamente perverso. Por que hei de respeitar um deus caprichoso, malicioso, estúpido que cria um mundo que está tão cheio de injustiça e dor?”, disse.

“O Deus que criou este universo, se é que foi criado por um deus, é claramente um maníaco, um louco completo, totalmente egoísta”, asseverou o ator, dizendo ainda que a divindade pregada pelos cristãos é ainda pior, pois na mitologia grega, os deuses “não se apresentavam como seres oniscientes, infinitamente sábios e absolutamente benévolos”.

A investigação se deu porque, segundo o jornal irlandês Indenpendent, um espectador se queixou à Polícia sobre as declarações do ator. A lei da blasfêmia prevê punição para “matérias que sejam grosseiramente abusivas ou insultuosas relativamente a assuntos tidos como sagrados por qualquer religião, ofendendo um número substancial de membros dessa religião”.

Se for indiciado, condenado e julgado, Stephen Fry deverá pagar uma multa de € 25 mil, de acordo com informações do portal Diário de Notícias. Confira o trecho da entrevista em que o ator dispara contra Deus:

*Use o serviço de legendas do YouTube

Article source: https://noticias.gospelmais.com.br/blasfemia-stephen-fry-ateu-investigado-deus-malicioso-90325.html

Ativistas ateus costumam ser verborrágicos ao comentarem sobre a fé, sem medir consequências. Mas para o ator inglês Stephen Fry, essa postura poderá render dor de cabeça.

Fry, 59 anos, é um comediante nascido em Hampstead, Londres, e conhecido por seu trabalho na televisão e também pelo ativismo em prol do ateísmo e do humanismo. Em uma entrevista concedida à emissora RTE, ele afirmou que Deus é “malicioso, estúpido e egoísta”.

Agora, pouco mais de dois anos após a entrevista, as autoridades da República da Irlanda – país que conquistou a independência do Reino Unido em 1949 e tem maioria católica – decidiram investigar Stephen Fry por blasfêmia, com base em uma lei aprovada em 2009.

Na entrevista, o apresentador Gay Byrne, do programa The Meaning of Life, da RTE, perguntou ao ator o que ele diria a Deus se após sua morte, se visse à porta do Céu e descobrisse que Deus existe.

Stephen Fry não economizou em impropérios, dizendo que diria a Deus “como se atreveu a criar um mundo onde existe tanta miséria”, e acrescentou: “A culpa não é nossa! Não está certo. É absolutamente, absolutamente perverso. Por que hei de respeitar um deus caprichoso, malicioso, estúpido que cria um mundo que está tão cheio de injustiça e dor?”, disse.

“O Deus que criou este universo, se é que foi criado por um deus, é claramente um maníaco, um louco completo, totalmente egoísta”, asseverou o ator, dizendo ainda que a divindade pregada pelos cristãos é ainda pior, pois na mitologia grega, os deuses “não se apresentavam como seres oniscientes, infinitamente sábios e absolutamente benévolos”.

A investigação se deu porque, segundo o jornal irlandês Indenpendent, um espectador se queixou à Polícia sobre as declarações do ator. A lei da blasfêmia prevê punição para “matérias que sejam grosseiramente abusivas ou insultuosas relativamente a assuntos tidos como sagrados por qualquer religião, ofendendo um número substancial de membros dessa religião”.

Se for indiciado, condenado e julgado, Stephen Fry deverá pagar uma multa de € 25 mil, de acordo com informações do portal Diário de Notícias. Confira o trecho da entrevista em que o ator dispara contra Deus:

*Use o serviço de legendas do YouTube

Article source: https://noticias.gospelmais.com.br/blasfemia-stephen-fry-ateu-investigado-deus-malicioso-90325.html

EMPOLI (FI) – Truffato da una donna che per anni, fingendosi sua moglie, aveva attivato a sue spese un abbonamento a Sky Multivision. Protagonista della vicenda l’attaccante dell’Empoli Massimo Maccarone: secondo quanto riportato da La Nazione, il raggiro è durato ben cinque anni, fino a che il calciatore, insospettito dagli strani addebiti, ha segnalato la situazione al commissariato di Empoli. Sono così partite le indagini che hanno portato all’identificazione della responsabile, una donna residente a Pomigliano d’Arco, nei cui confronti pende adesso una denuncia. Maccarone sarà invece rimborsato dall”emittente satellitare di 10 euro al mese per tutta la durata del periodo in cui è stata messa in scena la truffa.

Article source: http://www.diariopartenopeo.it/notizie-italia/notizie-sportive-italiane/09/05/2017/empoli-massimo-maccarone-truffato-da-donna-napoletana/

Verona, Entella, Bologna, Udinese e Sassuolo sono le principali candidate a dare di nuovo fiducia ad Antonio Cassano dopo un’annata da incubo alla Sampdoria. Serie A, Serie B o estero? I quotisti SNAI hanno messo nero su bianco le loro quote, sta a voi capire su quale società mettere il “gettone vincente” in questa speciale scommessa che profuma di calciomercato.

Trentacinque candeline il prossimo 12 luglio e un dilemma ancora da risolvere: “In che squadra giocherò la prossima stagione?”. Antonio Cassano se lo sta chiedendo ormai da mesi visto un’annata passata più a casa che a Bogliasco. Zero presenze in un intero campionato, critiche da tifosi e media, una combo così terribile non era mai accaduta, nemmeno ai tempi del “gordo” de Madrid. La eco mediatica su Cassano e la grande platea di supporters che lo stesso barese ha in giro per lo stivale ha spronato i quotisti SNAI ad aprire questa speciale scommessa.

La Serie A è quasi una priorità per Cassano che quasi certamente metterà davanti l’ambizione e la voglia di essere ancora protagonista, a tutto il resto. Ecco perchè il Verona (bancato su SNAI a 2,50) ormai ad un passo dal ritorno immediato in A, è la società favorita a ridare fiducia al fantasista. L’Entella, su cui il barese tempo fa avevo rilasciato dichiarazioni al miele, è pagata il doppio (quota 5) rispetto agli scaligeri.

Le altre opzioni, come l’Udinese a 8, il Bologna a 9, il Sassuolo a 10 e il Parma a 30 restano fra il poco probabile e il quasi impossibile. Quota più bassa (5 volte la posta) sia per l’opzione “altra squadra italiana” che per “squadra estera”, questo perchè tali esiti abbracciano più possibilità offrendo una sorta di salvagente allo scommettitore.

Palla in mano quindi alla moglie del calciatore, Carolina Marcialis che dallo scorso settembre, dopo la rottura di Cassano con lo storico procuratore Giuseppe Bozzo, cura gli interessi del marito. Ai fini di piazzare una giocata, questo è uno dei numerosi fattori da tenere conto.

Il nostro consiglio? Rimanete collegati ai siti web di notizie sportive, perchè ogni dichiarazione ufficiale potrebbe cambiare le carte in tavola. Mai come in questo caso la velocità potrebbe regalarvi un maggior margine di vittoria.

Le quote SNAI sul futuro di Antonio Cassano:

VERONA @2,50
Pro: ritroverebbe Pazzini, ex gemello del goal alla Sampdoria
Contro: pubblico molto esigente sul lato comportamentale dei propri calciatori e che potrebbe avere grossi preconcetti su Cassano

ALTRA SQUADRA ITALIANA @5,00
Pro: ampio raggio di squadre, più esiti in unica scommessa
Contro: togliendo le big e le altre squadre in lista sono poche le società che potrebbero sobbarcarsi l’impegno di tale inserimento in rosa

ENTELLA @5,00
Pro: Cassano a Chiavari è di casa, ne gioverebbe la vita familiare, ottimo rapporto col presidente Gozzi
Contro: squadra che anche il prossimo anno militerà in cadetteria

NESSUNA SQUADRA @5,00
Pro: se un talento come Cassano vuole rimettersi in gioco, difficile che non trovi una nuova squadra in cui accasarsi
Contro: al momento l’attaccante potrebbe non avere i presupposti atletici per garantire prestazioni adeguati

UDINESE: @8,00
Pro: Udine città tranquilla dove si può fare calcio senza troppa pressione, Di Natale docet
Contro: Del Neri ha avuto troppi screzi con Cassano, difficile che se lo riprenda

BOLOGNA @9,00
Pro: Bologna ha i mezzi economici e le basi per un progetto importante
Contro: difficile che Donadoni si affidi di nuovo a Cassano, uomo che potrebbe sbilanciare gli equilibri di qualsiasi spogliatoio

SASSUOLO @10,00
Pro: società con progetto solido
Contro: i neroverdi puntano sui giovani

PARMA @30,00
Pro: la città potrebbe accogliere il ritorno con approccio positivo, quota alta e per questo bastano pochi euro per poter sognare “in grande”
Contro: ducali che dovranno affrontare i playoff di Lega Pro e anche nel caso dovessero salire difficile che Cassano accetti, come detto, la B

SQUADRA ESTERA @30,00
Pro: all’estero Cassano potrebbe trovare società pronte a pagarlo bene
Contro: difficile che il calciatore scelga di stravolgere la vita della famiglia

 

(Credits: LaPresse)

(59)

Article source: https://sportnews.snai.it/calcio/la-serie-ancora-nel-futuro-cassano-le-quote-snai-dicono-08052017-1946

No hubo que esperar mucho tiempo para identificar quien es el autor del mamotreto que un grupo de ¨cargapalos¨ (así se les llama a los desconocidos en los medios) entregó la semana pasada en la Procuraduría General de la República, que no es mas que otro de los inventos de opinión pública, para intentar enlodar la actual gestión gubernamental.

En un artículo firmado en el día de ayer en el periódico Hoy por Juan Bolivar Díaz, se puede notar en el relato, que este es el autor intelectual del documento que entregaron en la semana a nombre de Participación Ciudadana (de la cual el periodista es miembro), El Centro Juan XXIII, Santiago Somos Todos y la Fundación Masada, donde se habla de financiamiento por parte de Odebrecht a las campañas del Partido de la Liberación Dominicana.

Cuando leímos in extenso lo que se entregó en la PGR, lo cierto es que no entendíamos el significado del documento, ya que no era ni una querella ni una denuncia y mucho menos una denuncia-querella, porque el contenido no era mas que el relato de algunos temas sueltos sobre el uso que se dio a la llamada ¨caja dos¨ del caso Odebrecth, con referencias de prensa, sobretodo de Brasil, donde se nota que quienes la escribieron no le han dado seguimiento a este caso.

El propósito quedó claro con el artículo del día de ayer del señor Juan Bolivar Díaz, no es mas que un acto de perversidad periodística para mantener vivo un tema que muere lentamente a medida que en el lugar donde se están haciendo los interrogatorios, que es Brasil, va quedando claro que la compañía brasileña Odebrecht pudo haber dado dinero a diversas campañas electorales en Latinoamérica, pero que esto no sucedió en la República Dominicana, tal y como lo ha afirmado en múltiples ocasiones el Presidente Danilo Medina.

Lo que tenían que hacer Juan Bolivar Díaz y las marionetas que firmaron un documento que no lleva a ningún lado, es hacer uso de lo que ellos dicen que saben, el jefe de Masada vimos que es un abogado de experiencia de Santiago, y depositar una querella directa contra el Presidente Medina en la PGR, dar la cara por las pruebas que dicen tener, y no querer usar un medio tan burdo e irresponsable que como este para seguir acusando en los medios sin atreverse a llevar el tema a los tribunales porque eso significaría una responsabilidad legal.

El despropósito era usar las escalinatas del edificio de la Suprema Corte de Justicia, que es el lugar donde la PGR tiene sus sede, y desde ahí hablar y acusar, dar soporte en el artículo que suele escribir el señor Díaz los domingos en el periódico Hoy, el mismo medio que publicó en primera plana aquel titular acusatorio contra el presidente, que fue desmentido en su momento, e intentar mantener el tema de un financiamiento que no existió a la campaña de Danilo, para seguir sembrando las calumnias y el lodo que usan todos los días en los medios que manejan a su antojo para embarcar reputaciones.

Usando un artículo publicado por una ONG llamada Connectas sobre un informe de un ex congresista peruano llamado Juan Parí Choquecota, quien perdió su curul en medio de un escándalo de acusaciones por estafa y falsificación en su país, pero que ademas esta ahora siendo amenazado con ser sometido a un juicio constitucional por haber ocultado información sobre el tema Lava Jato, lo que dice este señor es calificado como una ¨aporte relevante¨ de los denominados ¨demandantes¨, que no se atrevieron a realizar ninguna demanda, en la República Dominicana.

El ¨aporte relevante¨ consiste en la existencia de una empresa llamada ¨Cine y Arte2013¨, que siempre según los peruanos, fue constituida en nuestro país, y que según quien escribe el articulo, recibió fondos entre los años 2013 y 2014 procedentes de Odebrecht, que de ser ciertos tendrían un fin distinto a una campaña electoral, porque en la República Dominicana las elecciones de realizaron el 20 de mayo del 2012, y suponemos que nadie iba esperar mas de un año para pagar gastos de elecciones.

Toda una charlatanería, una desfachatez y una manipulación, de parte de personas que deberían dedicar su tiempo a buscar la verdad, no a hacer uso de comunicaciónes sin ningún tipo de fundamento y sin tener en cuenta que todos ahora tenemos la oportunidad de verificar datos, que hasta hace unos años se publicaban como verdades absolutas bajo la firma de periodistas que todos presumíamos estaban mas que bien informados.

Todo lo publicado como actual, son noticias que llevan mas de dos años rodando por los periódicos sudamericanos y son de conocimiento de los fiscales brasileños desde que fueron apresados Joao Santana y Monica Moura, por el delito de recibir pagos a través de offshores, de origen ilegal, porque según el Juez Sergio Moro conocían que provenían del escándalo de Petrobras, para pagar la campaña de Dilma Rousseff y Michel Temer, así como de otros candidatos en Brasil, no en República Dominicana.

Es por esto que las fechas del 2013 y 2014 son importantes para los brasileños y hacen tanto énfasis en investigar las transferencias bancarias de Santana y Moura en esa época, las empresas que fueron usadas, las vías de pago y todo lo que se nos ocurra, es que las elecciones en Brasil se realizaron en el año 2014 y esto es lo importante para ellos, ya que esta mas que claro, por las declaraciones de los publicistas, los lugares donde se usó dinero de Odebrecht para pagos de campaña y ambos bajo juramento negaron que uno de esos lugares fuera la República Dominicana.

No sabemos que mas hay que aclarar en este tema, lo que si consideramos deben hacer los que hablan de pruebas e investigaciones, es sentarse a leer los voluminosos interrogatorios realizados a los que están confesando todo tipo de cosas en Brasil, sobretodo los 77 ejecutivos de Odebrecht que han cantado por orden de sus jefes en las llamadas ¨delaciones premiadas¨, para que si tienen algo en las manos que acuse al PLD o al presidente Medina por pagos indebidos de campaña, en vez de ponerse a gastar su tiempo en ruedas de prensa y tonterías de periódicos, se aparezcan con un expediente en los tribunales como acusadores.

Lo que ocurre es que no tienen nada que les sirva en un tribunal, se le olvida a Juan Bolivar Díaz cuando al final de su articulo habla de presunción de inocencia y frases hechas y repetidas hasta el cansancio, que es a el, sin dudas el titiritero de lo que llevaron a la PGR, y a los tontos útiles que se prestaron a eso, a quienes les corresponde llevar el expediente y las pruebas correspondientes a la justicia, para eso les recomendamos ponerse a estudiar portugués y escuchar y leer miles de paginas y audios, como hemos hecho algunos, sino lo mejor que hacen es callarse porque ahí simplemente no hay nada que acuse al gobierno ni al PLD.

 

Please enable JavaScript to view the comments powered by Disqus.
BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

Article source: http://www.primicias.com.do/index.php/entertainment/6546-aprenda-portugues-e-investigue-antes-de-ponerse-a-tirar-lodo-senor-diaz

Desde a última quarta-feira, dia 3 de maio, o e-mail, o inbox do Facebook e a caixa de mensagens do celular de James Green, professor de história latino-americana da Brown University, estão abarrotados. Em suas postagens nas redes sociais também passaram a transbordar comentários do tipo: “Aeeee Dilminha!” “Cuide bem dela…” “Mais amor, menos golpe.” “Que lindo! Ela merece”. “James, so now you’re Dilma’s new affair?”

Por telefone, ele parecia bem-humorado quando perguntei sobre o assunto. “Não ouviu a boa notícia? Eu e Dilma vamos nos casar!”, disse-me em tom de troça. E emendou: “Sabe que a gente realmente se deu muito bem? Ela é tão inteligente, a gente teve conversas maravilhosas. Ela conhece melhor os impressionistas franceses do que eu, e olha que eu conheço bem”, disse.

Naquele dia, uma reportagem no portal RD1 dera o tom da balbúrdia: “Saiba detalhes sobre o novo affair

de Dilma Rousseff”. A matéria tinha uma galeria de fotos da dupla – em frente ao Lincoln Center em Nova Iorque, juntos no sebo The Strand, abraçados num restaurante. O texto, citando “duas fontes […] que preferem não ser identificadas”, dizia que o professor estava “encantado” pela ex-presidente e que os dois ficaram “inseparáveis” durante a turnê dela por várias faculdades norte-americanas. “Mas é claro que estávamos inseparáveis, eu estava ajudando a organizar as palestras, passei vários dias como o intérprete dela”, disse James – conhecido como Jim pelos amigos norte-americanos e Jimmy pelos brasileiros. A única resposta que ele deu para os veículos e curiosos querendo saber do romance: “Bobagem.”

Os dois haviam se conhecido no dia 7 de junho do ano passado. Foi num evento em que um grupo de historiadores foi até o Palácio da Alvorada, residência oficial, para manifestar sua solidariedade com a presidente, afastada da função desde a votação do dia 12 de maio. Green, autor do livro Apesar de Vocês, sobre a resistência à ditadura brasileira que partiu dos Estados Unidos, e de Além do Carnaval, uma história da homossexualidade masculina no Brasil, foi o último a falar, sentado ao lado esquerdo de Dilma. “Foi uma mesa lotada de acadêmicos e ativistas incríveis. Estava bem ansioso, como sempre quando falo em português. Tem que acertar o gênero, se é ‘o’ ou ‘a’, se tem que usar o subjuntivo… E eu falei da solidariedade internacional, e de como, enquanto ela estava sendo submetida à tortura no Brasil, pessoas nos Estados Unidos estavam se mobilizando em solidariedade. Eu estava tão tenso que nem olhava para ela, mas as pessoas comentaram comigo depois que ela estava prestando muita atenção.”

Depois das palestras, Green comentou com a ex-presidente que estava escrevendo um livro sobre Herbert Daniel, companheiro de luta com quem ela morou na clandestinidade no Rio de Janeiro em 1969. O livro, Brazilian Gay Revolutionary: The Life and Times of Herbert Daniel, sairá em breve pela Duke University Press. Dilma ficou encantada ao saber do tema do livro e topou ser entrevistada sobre o amigo e o período da clandestinidade. Duas semanas mais tarde, James voltou ao Alvorada, desta vez para um encontro particular. Dilma parabenizou-o pelo manuscrito, disse ter passado três noites seguidas lendo. O que era para ser uma entrevista de 45 minutos acabou sendo uma conversa de duas horas e meia.

“Já que eu estou pesquisando esse livro há oito anos, conheço até detalhes que Dilma nem lembrava mais”, relembrou Green. “Ela falava: ‘Você conhece melhor minha vida em 1969 do que eu!’” Por meio de depoimentos de presos políticos e relatórios policiais, o professor havia reconstruído uma sequência de eventos e encontros sigilosos do grupo revolucionário do qual Dilma e Herbert Daniel participaram. De forma tangencial, a pesquisa dele abriu uma porta para o passado da ex-presidente, para um ano em que ela vivia as suas convicções da forma mais intensa possível. “Ela me contou lá em Brasília que 1969 foi um dos melhores anos da vida dela.”  Green ficou incrédulo. No ano seguinte, ela seria presa e torturada no Departamento de Ordem Política e Social, o DOPS. “Mas estávamos vivendo o que acreditávamos”, Dilma explicou.

O que ajudou a aproximar os dois foi o fato de o próprio Green ter militado contra a ditadura dentro do Brasil no final dos anos 70 e ter ajudado a organizar uma campanha internacional reunindo acadêmicos contrários ao processo de impeachment. “Acho que ganhei um amigo novo”, Green lembra dela comentar no final da conversa.

O reencontro dos dois se deu no mês passado. Dilma deu palestras em nove universidades na Costa Leste norte-americana, entre elas a Brown, onde James dá aula. Depois do evento na Brown, em Providence, Rhode Island, ela discursou na City University of New York. No dia de folga da ex-presidente em Nova Iorque, o estudioso a levou para passear no Central Park (“já que sei que ela gosta de exercício físico”), ao Metropolitan Museum of Art, e Ópera, onde assistiram a uma produção de Eugene Onegin (“Ela adora ópera e eu também”). Os dois se viram novamente quando a ex-presidente deu uma palestra em Harvard, no final da viagem. Green fez as vezes de intérprete quando Dilma se encontrou com Jane Sanders, mulher de Bernie Sanders, e com o ator Danny Glover. “E foi só isso. Foi uma temporada muito agradável.”

Em conversas com amigos e em textos do Facebook, o professor americano frisa o quanto Dilma não se parece em nada com a imagem que pintam dela, de ser uma mulher severa e inarticulada. “Ela é brilhante”, disse enfaticamente. Relatou que Dilma quis comprar um livro sobre Lord Palmerston, primeiro ministro da Inglaterra durante os anos 50 e 60, para entender melhor a política dele em relação à Guerra Civil norte-americana. Foram para The Strand – daí a foto dos dois folheando livros – e fuçaram nas prateleiras até achar um tomo dedicado ao tema. “Daí ela falou: ‘Preciso de mais contexto’, e fomos atrás de mais três ou quatro livros sobre a história da Grã-Bretanha no século XIX para que ela pudesse entender melhor a conjuntura política.” Green também rejeita a imagem da ex-presidente como durona, descrevendo-a como divertida e engraçada. Foi com o intuito de desfazer essas percepções negativas que ele escreveu uma postagem no dia 23 de abril sobre a visita de Dilma e o tempo que passaram juntos:

[…] eu sempre tive dúvidas e críticas em relação aos governos de Lula e Dilma. Porém, o que mais me impressionou durante esta semana intensa de eventos, reuniões e interações foi a crença firme de Dilma na democracia. As pessoas que viveram o choque elétrico do regime militar, a censura da imprensa, os decretos arbitrários e os silêncios impostos sobre a nação compreendem que sem democracia não há justiça e sem justiça real e igualdade socioeconômica não há democracia.

A pessoa que eu tive a honra de conhecer um pouquinho nesta última semana é profundamente honesta e uma pessoa íntegra. Estou muito grato pela oportunidade de compartilhar este tempo com ela. […]”

Ao terminar de relatar o tempo que passaram juntos, o tom de Green mudou. “O curioso sobre esse boato [do namoro] é que reflete toda a misoginia que ronda a Dilma. Tem a percepção de que uma mulher não pode ser livre e independente, que ela tem que ter sempre algum homem para apoiá-la. Daí quando ela aparece com qualquer pessoa, surge essa especulação imediata sobre um relacionamento romântico, se ela vai casar.”

James disse não saber quem poderia estar por trás das informações passadas à RD1. “Não tenho ideia. Ah, vai, é ridículo.” Quanto à foto em que os dois aparecem abraçados no restaurante: “Eu tinha passado o dia inteiro fazendo crowd control de todas as pessoas que queriam tirar foto com ela. À noite eu me dei conta de que não tinha nenhuma foto com ela, aí pedi para tirarem.” E na foto em que ele aparece do lado dela numa das palestras, contemplando-a com evidente admiração: “Claro que admiro ela! Ela foi presidente do Brasil e lutou contra a ditadura. Admiro todos os que lutaram.”

Antes de desligar, perguntei de outra pessoa que talvez se interessasse com a notícia dessa nova amizade: Moshe Sluhovsky, o companheiro de Green, com quem tem um relacionamento há 24 anos. “Ele está super ciumento”, brincou, “e a Dilma disse que ele tem toda a razão para estar.”

Article source: http://www.midiamax.com.br/midiamais/ouviu-boa-noticia-eu-dilma-vamos-casar-340342

p{margin-bottom:10px;}
.latest-block>p span{display:block;font-size: 14px;font-weight: bold;line-height: 22px;}
.latest-block>p a{margin:0;}
.latest-block>p:last-child{max-height:200px;overflow:hidden;}
]]>

Saiba o conselho que Ricardo Araújo Pereira deu a Salvador Sobral
Ainda que não se alongue muito sobre o assunto, Salvador Sobral, de 27 anos, confirmou que sofre de graves problemas cardíacos que o obrigarão a um transplante.

Satélite brasileiro é lançado em centro espacial na Guiana Francesa
Segundo o governo, a Visiona Tecnologia Espacial será a responsável pelo programa de gestão. O equipamento foi entregue em dezembro de 2016, em Cannes, na França.

Combustíveis vão descer pela terceira semana consecutiva
A queda pronunciada das cotações do petróleo é a justificação para mais uma descida no preço dos combustíveis. Os combustíveis vão voltar a descer no início da próxima semana e vão atingir mínimos desde o início do ano.

Quatro processos disciplinares para o Benfica — CD
Os processos foram já remetidos para a Comissão de Instrução e Inquéritos da Liga de Clubes que se vai encarregar de seguir com as queixas dos ‘leões’.

Em 1ª viagem internacional, Trump visita Vaticano, Israel e Arábia Saudita
Donald Trump deslocar-se-á também, na mesma altura, a Bruxelas, para a cimeira da NATO, e à Sicília, para a conferência do G7. Será o primeiro encontro oficial entre os dois e seguir-se-á à viagem que Francisco fará a Fátima nos dias 12 e 13.

Facebook anuncia lançamento global dos Instant Games no Messenger
A empresa também anunciou que o Miniclip’s 8 Ball Pool estará no Instant Games em breve. O Zynga’s Words With Friends é um dos primeiros games a aproveitar os novos recursos.

Lava Jato prossegue com investigações em Minas, São Paulo e Rio
As investigações são baseadas em provas obtidas pela quebras dos sigilos telemático, bancário e fiscal dos envolvidos. Entre os presos estão Marcio de Almeida Ferreira, Marivaldo do Rozário Escalfone e Paulo Roberto Gomes Fernandes.

Justiça espanhola abre julgamento contra Neymar, Santos e Barça
A empresa alega que Neymar e o Barcelona teriam se aliado para ocultar o real valor da transferência. A Corte pode julgar casos como os de terrorismo e de crime organizado.

#maythe4th – TELECINE PLAY TEM OS SETE TÍTULOS DE STAR WARS
Atualmente, a franquia está viva em games, séries, como a ótima Rebels, quadrinhos e os novos filmes produzidos pela Disney . O lançamento de Star Wars nesse dia é só mais um dos motivos da escolha dessa data para essa outra comemoração.

Cleo Pires nega affair com Dado Dolabella: ‘A gente nunca ficou’
Segundo a publicação, eles já teriam confirmado uma “ficada” e estariam trocando mensagens constantemente. Cleo Pires reservou a tarde desta quarta-feira (3) para interagir com seus seguidores do Twitter.

Article source: http://tomartvinfo.com/2017/05/06/assista-inspirado-em-meninas-malvadas-ludmilla-lanca-clipe/

Desde a última quarta-feira, dia 3 de maio, o e-mail, o inbox do Facebook e a caixa de mensagens do celular de James Green, professor de história latino-americana da Brown University, estão abarrotados. Em suas postagens nas redes sociais também passaram a transbordar comentários do tipo: “Aeeee Dilminha!” “Cuide bem dela…” “Mais amor, menos golpe.” “Que lindo! Ela merece”. “James, so now you’re Dilma’s new affair?”

Por telefone, ele parecia bem-humorado quando perguntei sobre o assunto. “Não ouviu a boa notícia? Eu e Dilma vamos nos casar!”, disse-me em tom de troça. E emendou: “Sabe que a gente realmente se deu muito bem? Ela é tão inteligente, a gente teve conversas maravilhosas. Ela conhece melhor os impressionistas franceses do que eu, e olha que eu conheço bem”, disse.

Naquele dia, uma reportagem no portal RD1 dera o tom da balbúrdia: “Saiba detalhes sobre o novo affair

de Dilma Rousseff”. A matéria tinha uma galeria de fotos da dupla – em frente ao Lincoln Center em Nova Iorque, juntos no sebo The Strand, abraçados num restaurante. O texto, citando “duas fontes […] que preferem não ser identificadas”, dizia que o professor estava “encantado” pela ex-presidente e que os dois ficaram “inseparáveis” durante a turnê dela por várias faculdades norte-americanas. “Mas é claro que estávamos inseparáveis, eu estava ajudando a organizar as palestras, passei vários dias como o intérprete dela”, disse James – conhecido como Jim pelos amigos norte-americanos e Jimmy pelos brasileiros. A única resposta que ele deu para os veículos e curiosos querendo saber do romance: “Bobagem.”

Os dois haviam se conhecido no dia 7 de junho do ano passado. Foi num evento em que um grupo de historiadores foi até o Palácio da Alvorada, residência oficial, para manifestar sua solidariedade com a presidente, afastada da função desde a votação do dia 12 de maio. Green, autor do livro Apesar de Vocês, sobre a resistência à ditadura brasileira que partiu dos Estados Unidos, e de Além do Carnaval, uma história da homossexualidade masculina no Brasil, foi o último a falar, sentado ao lado esquerdo de Dilma. “Foi uma mesa lotada de acadêmicos e ativistas incríveis. Estava bem ansioso, como sempre quando falo em português. Tem que acertar o gênero, se é ‘o’ ou ‘a’, se tem que usar o subjuntivo… E eu falei da solidariedade internacional, e de como, enquanto ela estava sendo submetida à tortura no Brasil, pessoas nos Estados Unidos estavam se mobilizando em solidariedade. Eu estava tão tenso que nem olhava para ela, mas as pessoas comentaram comigo depois que ela estava prestando muita atenção.”

Depois das palestras, Green comentou com a ex-presidente que estava escrevendo um livro sobre Herbert Daniel, companheiro de luta com quem ela morou na clandestinidade no Rio de Janeiro em 1969. O livro, Brazilian Gay Revolutionary: The Life and Times of Herbert Daniel, sairá em breve pela Duke University Press. Dilma ficou encantada ao saber do tema do livro e topou ser entrevistada sobre o amigo e o período da clandestinidade. Duas semanas mais tarde, James voltou ao Alvorada, desta vez para um encontro particular. Dilma parabenizou-o pelo manuscrito, disse ter passado três noites seguidas lendo. O que era para ser uma entrevista de 45 minutos acabou sendo uma conversa de duas horas e meia.

“Já que eu estou pesquisando esse livro há oito anos, conheço até detalhes que Dilma nem lembrava mais”, relembrou Green. “Ela falava: ‘Você conhece melhor minha vida em 1969 do que eu!’” Por meio de depoimentos de presos políticos e relatórios policiais, o professor havia reconstruído uma sequência de eventos e encontros sigilosos do grupo revolucionário do qual Dilma e Herbert Daniel participaram. De forma tangencial, a pesquisa dele abriu uma porta para o passado da ex-presidente, para um ano em que ela vivia as suas convicções da forma mais intensa possível. “Ela me contou lá em Brasília que 1969 foi um dos melhores anos da vida dela.”  Green ficou incrédulo. No ano seguinte, ela seria presa e torturada no Departamento de Ordem Política e Social, o DOPS. “Mas estávamos vivendo o que acreditávamos”, Dilma explicou.

O que ajudou a aproximar os dois foi o fato de o próprio Green ter militado contra a ditadura dentro do Brasil no final dos anos 70 e ter ajudado a organizar uma campanha internacional reunindo acadêmicos contrários ao processo de impeachment. “Acho que ganhei um amigo novo”, Green lembra dela comentar no final da conversa.

O reencontro dos dois se deu no mês passado. Dilma deu palestras em nove universidades na Costa Leste norte-americana, entre elas a Brown, onde James dá aula. Depois do evento na Brown, em Providence, Rhode Island, ela discursou na City University of New York. No dia de folga da ex-presidente em Nova Iorque, o estudioso a levou para passear no Central Park (“já que sei que ela gosta de exercício físico”), ao Metropolitan Museum of Art, e Ópera, onde assistiram a uma produção de Eugene Onegin (“Ela adora ópera e eu também”). Os dois se viram novamente quando a ex-presidente deu uma palestra em Harvard, no final da viagem. Green fez as vezes de intérprete quando Dilma se encontrou com Jane Sanders, mulher de Bernie Sanders, e com o ator Danny Glover. “E foi só isso. Foi uma temporada muito agradável.”

Em conversas com amigos e em textos do Facebook, o professor americano frisa o quanto Dilma não se parece em nada com a imagem que pintam dela, de ser uma mulher severa e inarticulada. “Ela é brilhante”, disse enfaticamente. Relatou que Dilma quis comprar um livro sobre Lord Palmerston, primeiro ministro da Inglaterra durante os anos 50 e 60, para entender melhor a política dele em relação à Guerra Civil norte-americana. Foram para The Strand – daí a foto dos dois folheando livros – e fuçaram nas prateleiras até achar um tomo dedicado ao tema. “Daí ela falou: ‘Preciso de mais contexto’, e fomos atrás de mais três ou quatro livros sobre a história da Grã-Bretanha no século XIX para que ela pudesse entender melhor a conjuntura política.” Green também rejeita a imagem da ex-presidente como durona, descrevendo-a como divertida e engraçada. Foi com o intuito de desfazer essas percepções negativas que ele escreveu uma postagem no dia 23 de abril sobre a visita de Dilma e o tempo que passaram juntos:

[…] eu sempre tive dúvidas e críticas em relação aos governos de Lula e Dilma. Porém, o que mais me impressionou durante esta semana intensa de eventos, reuniões e interações foi a crença firme de Dilma na democracia. As pessoas que viveram o choque elétrico do regime militar, a censura da imprensa, os decretos arbitrários e os silêncios impostos sobre a nação compreendem que sem democracia não há justiça e sem justiça real e igualdade socioeconômica não há democracia.

A pessoa que eu tive a honra de conhecer um pouquinho nesta última semana é profundamente honesta e uma pessoa íntegra. Estou muito grato pela oportunidade de compartilhar este tempo com ela. […]”

Ao terminar de relatar o tempo que passaram juntos, o tom de Green mudou. “O curioso sobre esse boato [do namoro] é que reflete toda a misoginia que ronda a Dilma. Tem a percepção de que uma mulher não pode ser livre e independente, que ela tem que ter sempre algum homem para apoiá-la. Daí quando ela aparece com qualquer pessoa, surge essa especulação imediata sobre um relacionamento romântico, se ela vai casar.”

James disse não saber quem poderia estar por trás das informações passadas à RD1. “Não tenho ideia. Ah, vai, é ridículo.” Quanto à foto em que os dois aparecem abraçados no restaurante: “Eu tinha passado o dia inteiro fazendo crowd control de todas as pessoas que queriam tirar foto com ela. À noite eu me dei conta de que não tinha nenhuma foto com ela, aí pedi para tirarem.” E na foto em que ele aparece do lado dela numa das palestras, contemplando-a com evidente admiração: “Claro que admiro ela! Ela foi presidente do Brasil e lutou contra a ditadura. Admiro todos os que lutaram.”

Antes de desligar, perguntei de outra pessoa que talvez se interessasse com a notícia dessa nova amizade: Moshe Sluhovsky, o companheiro de Green, com quem tem um relacionamento há 24 anos. “Ele está super ciumento”, brincou, “e a Dilma disse que ele tem toda a razão para estar.”

Article source: http://www.midiamax.com.br/midiamais/ouviu-boa-noticia-eu-dilma-vamos-casar-340342